Banco Inter vai pagar multa de R$ 10 mil por dia se não reabrir conta de corretora de bitcoin, diz STJ

Banco Inter vai pagar multa de R$ 10 mil por dia se não reabrir conta de corretora de bitcoin, diz STJ
PortaldoBitcoin 2020-08-06 20:42:40 https://portaldobitcoin.com

Banco Inter que visava mudar decisão da Justiça de Minas Gerais que deu ordenou a reabertura da conta corrente da BitcoinToYou sob pagamento de multa diária de R$ 10 mil. Além disso, o banco havia sido condenado a pagar R$ 15 mil de indenização à exchange.

De acordo com a decisão monocrática do ministro do  STJ, João Otávio de Noronha, o acórdão da 17ª Câmara Cível de Minas Gerais deve ser totalmente mantido.

Na decisão do TJMG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais) consta que o Banco Inter violou as regras do Banco Central. O desembargador Roberto Vasconcellos havia afirmado que o banco deveria fazer a notificação prévia de encerramento de conta com o motivo que levou a instituição ter tomado tal decisão.

“O abrupto encerramento de conta bancária é causa suficiente para acarretar considerável abalo à reputação de sociedade empresária voltada para o comércio de criptomoedas”.

Defesa do Banco Inter

O Inter sustentou que há “divergência jurisprudencial, aduzindo que deve ser reconhecida a regularidade no procedimento de encerramento da conta, ante a movimentação financeira suspeita”.

Segundo a instituição, havia disparidade entre o que estava registrado no valor de cotas da BitcoinToYou, com o que ela faturava anualmente. O banco afirmou que apesar de “suas cotas estarem avaliadas em R$ 15 mil, seu faturamento anual superou os R$ 5 milhões”.

A empresa de criptomoedas, segundo o Banco Inter, teve em abril de 2018, um saldo na conta de aproximadamente R$ 320 mil. O Inter defendeu que o BC determina aos bancos verificar “a compatibilidade entre a movimentação de recursos e a atividade econômica e capacidade financeira do cliente”. 

De acordo com a instituição há também divergência jurisprudencial quanto a necessidade de o banco ter de informar o motivo para o encerramento da conta. A instituição sustentou que há decisões contrarias ao que consta no Acórdão da Justiça de Minas Gerais.

STJ diz “não” ao Banco Inter

O ministro do STJ afirmou, porém, que não irá analisar a divergência jurisprudencial. De acordo com ele, o banco deveria ter prequestionado esse fato nos embargos de declaração ao TJMG e não o fez.

“Verifica-se que os dispositivos legais sob os quais teria havido o dissídio jurisprudencial não foram examinados pela Corte de origem. Dessa forma, reconhecida a ausência de prequestionamento da norma objeto da divergência jurisprudencial, inviável a demonstração do referido dissenso em razão da inexistência de identidade entre os arestos confrontados, requisito indispensável ao conhecimento do recurso especial”.

O Banco Inter questionou a indenização de R$ 15 mil, bem como o aumento da multa diária de R$ 5 mil para R$ 10 mil. Segundo o TJMG, esse aumento da multa ocorreu porque o Inter não cumprir com a determinação de reabertura da conta do BitcoinToYou. A instituição bancária só reabriu a conta após o aumento da multa. 

Segundo a defesa do Inter, seria incabível tanto o aumento do valor da multa quanto a indenização por danos morais. Noronha mencionou, contudo, que não cabe ao STJ fazer reexame de provas e o recurso deveria se ater apenas a discussão de Direito.

Desta maneira, o ministro negou provimento ao Agravo em Recurso Especial apresentado pelo banco.

Procurado, o banco Inter não respondeu aos questionamentos da reportagem.

O post Banco Inter vai pagar multa de R$ 10 mil por dia se não reabrir conta de corretora de bitcoin, diz STJ apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

Ver Matéria Original

Mais recentes